Isenção e parcelamento de contas pós-chuvas

Por Publicado em:21/01/2022 | Atualizado em:29/11/-0001 83
A proposta de isenção foi entregue ao governador  Romeu Zema pelo presidente da FIEMG, Flávio Roscoe A proposta de isenção foi entregue ao governador Romeu Zema pelo presidente da FIEMG, Flávio Roscoe Divulgação FIEMG

Proposta para beneficiar mineiros foi feita pela direção da FIEMG ao governo do Estado

Duas medidas tomadas pela Copasa e pela Cemig, concessionárias de distribuição de água e energia em Minas Gerais, vão auxiliar as famílias atingidas pelas chuvas no estado com o parcelamento e até mesmo a isenção de tarifas, de acordo com cada companhia.
A Cemig decidiu permitir que os clientes solicitem o parcelamento das contas de energia atrasadas em até 12 vezes sem juros em seus canais digitais. Já para as unidades consumidoras inscritas no Programa Federal de Tarifa Social de Energia Elétrica, os clientes podem aproveitar as condições ainda mais especiais e pagar em até 24 parcelas mensais, sem juros.

Para isso, basta acessar o canal de atendimento Cemig Atende Web, disponível em www.cemig.com.br, ou pelo WhatsApp: (31) 3506-1169. No entanto, nesse caso, o cliente não poderá ter parcelamentos vigentes. Além do parcelamento, também há a opção de pagamento através do cartão de crédito. No WhatsApp, basta enviar um “oi” e, em seguida, digite “Pagamento” e siga as instruções.
Já a Copasa vai conceder a isenção de pagamento das contas de água e esgoto para imóveis residenciais e comerciais, bem como para realizar vedações (tamponamentos) e religações, nos municípios em estado de emergência/calamidade (como Itatiaiuçu). A isenção será automática, através de avaliação da Copasa com a Defesa Civil.

As condições variam de acordo com a situação de cada imóvel. Não precisarão pagar a conta de janeiro/2022: os imóveis condenados e desabados; os interditados temporariamente que pertencem à categoria Social (além disso, esses poderão solicitar parcelamento, em até 12 vezes, com desconto de 50% dos juros, também da conta de fevereiro/2022); os atingidos, mas que continuam em condições de uso/moradia, pertencentes à categoria Social; e os comerciais (isenção do faturamento do volume até 10 m³ de água da conta referente a janeiro/2022; e se o cliente tiver parcelamento vigente, haverá suspensão do pagamento por dois meses, sem cobrança de juros ou encargos, retomando a cobrança em março/2022).

Pedido

Essas decisões foram anunciadas dias depois que o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, entregou, em 14 de janeiro, ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema, uma “Proposta de medidas emergenciais para recuperação econômica e social de Minas Gerais, frente às chuvas”.
A proposta sugeriu, especialmente, isenção total das tarifas de água e esgoto e de energia elétrica aos consumidores residenciais, industriais e comerciais que foram atingidos por enchentes no estado.
Conforme a FIEMG, a proposta foi elaborada na expectativa de que essas medidas permitam aos mineiros atingidos pelas enchentes um recomeço mais digno, diante das adversidades que enfrentam.

Compartilhe esta notícia