COVID-19 EM ITATIAIUÇU - 84% da população com 2 doses em um ano

Por Publicado em:21/01/2022 | Atualizado em:29/11/-0001 73
Auxiliares de enfermagem foram os primeiros a serem vacinados na cidade Auxiliares de enfermagem foram os primeiros a serem vacinados na cidade

Mesmo com alta de novos casos, cenário atual é de menos mortes e hospitalizações devido à vacinação

A eficácia das vacinas contra a Covid-19 em relação à sua capacidade de evitar complicações e mortes (um de seus propósitos principais) em decorrência de complicações da doença torna-se cada vez mais evidente. Especialmente desde o início de 2022, quando os casos da doença voltaram a subir em quantidades alarmantes, devido à nova variante, a Ômicron.
E também chamou atenção nesta semana, quando, na terça-feira, 18, foi completado um ano desde o início da vacinação em Minas Gerais, quando a primeira mineira, Maria Bom Sucesso Pereira, técnica de enfermagem do Hospital Eduardo de Menezes, recebeu uma dose da vacina contra a Covid-19. Desde então, segundo os dados do Actinómetro da Secretaria de Estado de Saúde, o estado atingiu a marca de 87% da população acima de 12 anos com as duas doses ou dose única. Além dos 21% que já receberam o reforço.

Em Itatiaiuçu, que completou um ano de campanha no dia 21 de janeiro – os primeiros imunizados foram os auxiliares de enfermagem Leni Custódia da Fonseca Marques, Marta Aparecida Fonseca Queiroz e Wiles Martins da Silva –, 85,4% dos 11.354 habitantes já receberam a primeira dose (9.706 pessoas); enquanto 84% têm as duas doses (9.538); e 11,8% tomaram o reforço (1.345 pessoas) – segundo informações do último actinómetro divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde.
Em coletiva para destacar a data, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, celebrou o avanço da imunização e ressaltou a importância de se vacinar. Ele afirmou que é necessário acabar com o discurso de achar que é uma vacina experimental, já que é testada em três fases.

“É uma tecnologia que tem que ser comemorada. E temos que celebrar a vacina a todo momento. Então, quem ainda não tomou a vacina, que a tome agora. Quem não tomou o reforço, que são quase 3 milhões de pessoas, que tome o seu reforço, pois só assim você vai se proteger. E nossas crianças de até 11 anos, graças a Deus chegou a hora. Papai, mamãe, todo familiar que puder levá-las, leve logo, para a gente virar essa página de vez”, disse Baccheretti.
Além disso, o secretário destacou o atual cenário de aumento de casos com a transmissão comunitária da variante Ômicron, que, apesar de ser muito infectante, vêm sendo menos letal em decorrência do bom índice de imunização, com menos pacientes evoluindo para casos graves e óbitos.

Avalie este item
(0 votos)