MÚSICA, CAFÉ & POESIA - Projeto cultural em mais uma edição no EJA

Por Publicado em:17/06/2022 | Atualizado em:29/11/-0001 67

Objetivo é valorizar a diversidade na Educação de Jovens e Adultos

Na noite do último dia 9, foi realizada mais uma edição do projeto “Café, Música & Poesia”, projeto da Secretaria Municipal de Educação, que tem o objetivo e valorizar a diversidade social e cultural existente entre os alunos da Educação de Jovens e Adultos -EJA.
Sob organização da coordenadora escolar Marlene Faria, nesta edição foram abordados os conhecimentos históricos relacionados à habilidade de valorização dos estudos sobre o mundo físico, social e cultural. Os alunos do 1º ao 8º período fizeram apresentações de músicas, poemas, coreografias, cordel, exposições de cartazes e, no final, houve um café de confraternização, com refrigerantes, cuscuz, salgados, bolos, biscoitos fritos, bolinhos de chuva, rosquinhas, pastel de queijo frito, chá de erva cidreira, cachorro-quente, pão de queijo, sementinha e guloseimas, tudo ofertado pela equipe da escola e pelos próprios alunos.

Para finalizar a noite, o cantor e ex-aluno Genivaldo fez um show para os alunos. O aluno Francisco Bezerra da Silva afirmou que “o projeto foi maravilhoso, as cozinheiras ajudaram bastante, todos participaram e ficaram satisfeitos”. A aluna Edineia de Castro participou pela primeira vez da ação e achou tudo maravilhoso, principalmente as quitandas, as danças e a música ao vivo. Já a aluna Aparecida Pacheco achou interessante o fato de todas as turmas estarem unidas e finaliza seu depoimento com a frase: “Foi uma noite excelente, estava tudo muito bom e quem não veio, perdeu!”.

Gleiciane Souza, professora de matemática da EJA, explicou que, por meio do desenvolvimento do projeto “Música, Café e Poesia”, foi possível identificar talentos que poderiam até mesmo ficar escondidos. “Descobrimos que temos estudantes cantores, desenhistas e mestres na culinária. Mediante atitudes de interação, valorizando a diversidade de opiniões, trocamos aprendizados de modo interdisciplinar; à medida que os problemas iam surgindo, novas direções eram tomadas a fim de valorizar ao máximo o que cada participante tinha a oferecer e os recursos disponíveis na escola”, afirmou.

Nas palavras da professora de geografia da EJA, Marlene Nogueira, o projeto “valoriza o aluno como estudante, demonstrando para ele que, muitas vezes, as pessoas acham que eles não têm capacidade de ser diferentes, mas cada um tem sua habilidade, seu jeitinho de trabalhar e, em equipe, tudo acontece, eles fazem a diferença, esse tipo de Projeto marca muito a vida deles”.
De acordo com a Secretaria de Educação, independente da etapa de ensino, é preciso realizar entre os estudantes ações que visam considerar as relações humanas em seus diferentes aspectos, desde as formas de organização social até o uso da linguagem, com o intuito de evoluir o desenvolvimento de conhecimentos dos alunos e de si próprio. Atividades que proporcionam uma reflexão sobre as ações praticadas para trazer melhorias ao nível da educação formal oferecida aos estudantes da EJA.

Avalie este item
(0 votos)