Dia Nacional de Combate ao Fumo - Apoio para parar de fumar

Por Publicado em:29/08/2020 | Atualizado em:28/08/2020 570

PSFs oferecem suporte às pessoas que desejam mudar de vida

Neste dia 29 de agosto é celebrado no Brasil o Dia Nacional de Combate ao Fumo, estabelecido em 1986, pela Lei Federal 7.488, com o objetivo de realizar políticas de controle do tabagismo, considerado um problema de saúde coletiva.

Desde então, todos os anos são realizadas atividades voltadas para chamar a atenção das pessoas sobre os malefícios do cigarro e sobre as vantagens de parar de fumar. Como o trabalho realizado pelo Instituto Nacional de Câncer – INCA, que promove campanhas nacionais de sensibilização e mobilização da população, intensificadas neste período.

Segundo dados sobre o comportamento do fumante brasileiro provenientes da Pesquisa Nacional de Saúde e da Secretaria da Receita Federal, além de outros artigos acadêmicos, divulgados pelo INCA, o “tabagismo é responsável por mais de 8 milhões de mortes anuais no mundo, com estimados 7 milhões resultados direto do consumo do tabaco; enquanto outras 1,2 milhão de pessoas morrem em decorrência do fumo passivo. Só no Brasil, são 157 mil mortes por ano. O custo anual para a saúde pública nacional é de R$ 57 bilhões (contra 13 bilhões em impostos recolhidos pela indústria).

Apesar dos avanços na política antitabaco, ainda existem cerca de 20 milhões de fumantes no País”.

Neste ano, em atividades on-line, está sendo destacada a relação entre o tabagismo e o coronavírus, que tem “papel de destaque no agravamento da pandemia de Covid-19, já que é fator de risco para transmissão do vírus e para o desenvolvimento de formas mais graves de Covid-19”.

De forma local, a atenção básica de cada município atua também durante todo o ano seguindo o direcionamento do Ministério da Saúde com ações antitabagistas. Trabalho que é feito de forma individual e coletiva para oferecer apoio e condições para quem deseja largar o vício no cigarro.

Nos postos de saúde, são realizados os grupos de apoio aos ex-fumantes, os encontros de educação em saúde, com orientação psicológica e uso de medicamentos para auxiliar a se livrar da nicotina, nos casos necessários. Reuniões que estão temporariamente paradas devido ao período de isolamento social, porém continua a ser feito o atendimento individual.

Assim, quem deseja participar dos encontros, quando forem retomados, ou receber apoio pode procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa, onde será feito o direcionamento.

Última modificação em Sexta, 28 Agosto 2020 17:01

Compartilhe esta notícia