Eleições 2020 - Situação se decide por Wagner Chaves

Por Publicado em:05/09/2020 | Atualizado em:04/09/2020 446

Termina no dia 16 de setembro o prazo para a realização das convenções partidárias, e em Itatiaiuçu os grupos da situação e da oposição já realizaram ou estão com datas definidas para a escolha dos nomes, que, segundo informações obtidas pela reportagem, vão se confirmar como o especulado anteriormente.

Na situação, a decisão já estaria tomada, independente das circunstâncias políticas, Wagner Chaves, do MDB, deve ser mesmo o candidato a prefeito, com Renata Vilaça como vice. Porém, oficialmente, somente no dia 26 de setembro, prazo final para o registro das candidaturas.

Entretanto, o nome do ex-prefeito deve ser anunciado como o próximo candidato da situação daqui duas semanas semana, quando acontecem as convenções do MDB, PV e PTB, todas agendadas para o dia 13 de setembro, no teatro do Centro Cultural, às 8h, às 9h30 e às 11h, respectivamente.

Já no dia 14, um dos grupos da oposição também vai realizar as suas convenções, com o PSB e o Avante, do pré-candidato Anderson Cafu, às 17h e às 17h30, na Rua Santo Antônio, 12, no bairro Robert Kennedy.

No dia 1º de setembro foi realizada a convenção do outro grupo de oposição, que reúne PSC e Cidadania, que escolheu Adélcio da Farmácia como candidato a prefeito e Romer Chagas como vice. Também foram definidos os nomes de 28 candidatos a vereador pela coligação, que terá o nome de “Itatiaiuçu merece mais”.

Limite de gastos

Nesta semana, a Tribunal Superior Eleitoral – TSE divulgou o limite de gastos de cada cargo nas eleições de 2020, com atualização feita pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA e baseado no valor máximo de 2016. O que é delimitado de acordo com o município em que os candidatos irão concorrer.

Dessa forma, fica permitido aos candidatos a prefeito de Itatiaiuçu gastarem o total de R$ 123.077,42 (há quatro anos foram R$ 108.039,06); e os vereadores, R$ 12.307,75 (valor anterior de R$ 10.803,91). Aquele que desrespeitar o limite fixado estará sujeito ao pagamento de multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto.

Como mostra os dados disponibilizados pelo TSE, em 2016, os candidatos a prefeito, Matarazo da Silva e Rosiane Cunha, gastaram, respectivamente, R$90.832,30 e R$ 22.260,00 em suas campanhas. Entre os vereadores: Adriana Camargos declarou ter tido R$2.550,00 em despesas; Romer das Chagas, R$129,92; Nélio Chaves, R$ 2.529,92; Ilson Morais “Guigo”, R$2.700,00; Henrique Samuel, R$2.417,40; Edmir Natal, R$ 2.747,60; Fabiano Antunes, R$ 2.726,60; Stéfanie Lima, R$3.171,60; e Antônio Gonçalves “Zito”, R$ 4.363,75.

Inelegíveis

Também por decisão do TSE, na última terça-feira, 1º, candidatos ficha-suja cuja punição termina em outubro poderão participar das eleições. Segundo entendimento do TSE, não é possível estender o prazo de inelegibilidade desses candidatos com base no adiamento das eleições, ou seja, estendendo a penalidade até novembro. Porém, a decisão não se aplica a candidatos com condenação criminal.

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sexta, 04 Setembro 2020 18:08